Supermercado vende alimentos imperfeitos

Aliando a utilização integral dos alimentos, diminuição de desperdício de alimentos imperfeitos, solidariedade e sustentabilidade, uma ONG dinamarquesa inovou ao inaugurar um supermercado que vende apenas alimentos que não tem a estética dentro do padrão e que seriam descartados.

O WeFood tem como principal objetivo a sustentabilidade ao reduzir 700.000 toneladas desses alimentos que são descartados. A França também deu um passo a frente e sancionou uma lei que proíbe redes de supermercados a jogarem no lixo alimentos prestes a vencer, no intuito de que eles sejam doados.


Fonte: Reprodução /pinterest

No Brasil também tem inciativas parecidas. Por aqui, tem se evitado o desperdício com a venda de alimentos fora dos padrões rígidos dos grandes supermercados. O projeto brasileiro Fruta Imperfeita é um serviço de assinatura de cestas de frutas e legumes que seriam descartados por produtores porque não se encaixam no padrão estético exigido pelo varejo.

O projeto faz parcerias com produtores rurais para os alimentos cheguem àqueles interessados em consumi-los. São frutas, verduras e legumes frescos, saborosos e nutritivos como os "perfeitos". O objetivo do serviço é diminuir o desperdício de alimentos no Brasil com uma proposta de consumo consciente.


Fonte: Reprodução /fruta imperfeita

O padrão rígido de estética mundial não afeta apenas seres humanos. A venda de alimentos também obedece determinados critérios de padrões estéticos em nossa sociedade de consumo. Tanto o comerciante como diversos consumidores desejam ter uma fruta ou legume na forma perfeita, seja redonda, com as curvas certas, com a cor e tamanho corretos. Além de agradar o paladar e, obviamente, oferecer nutrientes necessários para o nosso organismo, para ao mercado, os alimentos também devem nos agradar esteticamente.


Fonte: Reprodução /pinterest

Mas, afinal, o que acontece com toneladas e mais toneladas de alimentos que simplesmente não passaram no quesito estético do mercado de consumo? Sim, eles são descartadas em meio a quase 1 bilhão de pessoas que passam fome no mundo, segundo dados do Instituto Internacional de Investigação sobre Políticas Alimentares.


Por Lívia Duarte

Comente e compartilhe com os amigos do Cook Club!

Dê sua avaliação

Vídeos - Como Fazer