Supermercado cultiva vegetais dentro da loja

Comprar um alimento fresco e colhido na hora é um privilégio que nem todos tem acesso. Mas graças às fazendas urbanas e hortas verticais que vem sendo cada vez mais implantadas nos grandes centros urbanos, um supermercado em Berlim, o Metro, inovou criando uma mini-fazenda vertical dentro da própria loja. As mini-fazendas, fazendas urbanas e hortas verticais são um tipo de cultivo compacto, sustentável e prático feito por pequenos agricultores urbanos que produzem alimentos sustentáveis e orgânicos, oferecidos a preços mais baratos e produzidos localmente.

Já imaginou comprar um alimento fresquinho no próprio supermercado – que, ironicamente vende justamente o oposto, alimentos prontos e congelados - ? A ideia da mini-fazenda, que possuí poucos metros quadrados, não é apenas oferecer ingredientes fresquíssimo aos consumidores, mas também mostrar que é possível e viável o modelo da mini-fazenda, podendo ser aplicado de forma caseira.


Fonte: Reprodução/Hypeness

Para atingir eficiência na produção de alimentos, que não tem adição de agrotóxicos, os criadores do projeto aproveitaram todos os espaços da estufa, evitando desperdício de espaço e energia. O projeto também utiliza menos água que em plantações normais, além de não requerer transporte, já que os alimentos crescem na própria loja.

A iniciativa foi estrategicamente lançada em um supermercado bastante frequentado por chefs de cozinha. Com isso, eles podem utilizar um aplicativo para comprar vegetais ou ervas especiais que não são fáceis de encontrar em outra parte.


Fonte: Reprodução/Hypeness

Outro benefício, segundo os criadores, é que os chefs poderão finalmente conhecer todos os estágios de crescimento das plantas utilizadas por eles na elaboração de pratos, o que não era possível para a maioria daqueles vivem em ambientes urbanos.

No Brasil, as fazendas urbanas já são realidades. Mas por aqui, elas são construídas nos grandes centros urbanos, com São Paulo, nos terraços dos grandes arranha-céus. Todo o processo acontece dentro de uma estufa que deve ter, no mínimo, mil metros quadrados.

Nesse sistema, 90% da água é reutilizável: a água usada nos tanques é direcionada por tubos até as plantas, que se alimentam e realizam um processo de filtração do líquido e volta para os peixes. Plantas que não podem ser vendidas viram alimentos para os peixes em tanques e as fezes dos peixes viram adubo para as plantas.


Por Lívia Duarte

Comente e compartilhe com os amigos do Cook Club!

Dê sua avaliação

Vídeos - Como Fazer