Risoto vegê

Envie uma foto desta receita! Adicionar ao livro
Risoto vegê
Risoto vegê
Envie uma foto
Ingredientes
  • • 4 colheres de azeite extra-virgem
  • • ½ cebola picada
  • • 350 g de arroz integral cateto lavado e escorrido
  • • 3 xícaras de água
  • • 1 ½ xícaras de caldo de legumes
  • • Sal a gosto
  • • ½ xícara de vinho branco seco
  • • 100 g de shimeji
  • • 100 g de shitake
  • • 100 g de cogumelo Paris
  • • 2 colheres de shoyu
  • • 1 colher de cebolinha picada
  • • 2 colheres de sopa de mascarpone
  • • 4 colheres de amêndoas laminadas torradas
  • Rendimento: 4 pessoas
Como fazer
  1. Leve ao fogo em uma panela de pressão o azeite e a cebola e deixe dourar bem.
  2. Junte o arroz, o sal e deixe tostar por mais 5 minutos.
  3. Acrescente a água fervente e deixe cozinhar sob pressão por 25 minutos ou até que o arroz fique cozido e "al dente". Reserve.
  4. Prepare os cogumelos retirando os talos do shitake e a base do shimeji.
  5. Depois de limpá-los, fatie o shitake e o cogumelo Paris.
  6. Refogue os cogumelos no azeite quente e shoyu, evitando que soltem água.
  7. Adicione o vinho, deixe evaporar e acrescente o arroz cozido.
  8. Adicione o caldo de legumes lentamente, a cebolinha e o queijo mascarpone, mexendo sempre.
  9. Retire do fogo e sirva com as amêndoas sobre o risoto.
Por Viviane Aguiar.


Receita indicada por gracia teodoro
Tags: Panela de Pressão, Vinho branco seco, Azeite, Risotos, Caldo de legumes, Mascarpone, Receitas Salgadas, Cogumelos paris, Shoyu, Cebolinha, Receitas com Caldo, Sal, Arroz Integral, Amêndoas, Molho de soja, Arroz
Esta com dúvidas sobre esta receita? Tente o nosso fórum culinário!

Reportar erros nesta receita

Vídeos relacionados:

Você também pode gostar ...

Envie uma foto desta receita! Adicionar ao livro
Este comentário foi relevante? 0

• Eram rebentos da "filosofia hippie", ou seja, quanto mais naturais, melhor. Por isso, não usavam temperos nas receitas e privilegiavam os ingredientes da horta. É daí que vem a fama de "insosso".

• Descobriram a soja: quando descobriu-se que a proteína de soja texturizada, quando cozida, imitava a carne visualmente, esse ingrediente tornou-se febre. Seu sabor um tanto polêmico e o fato de provocar gases sempre afastaram os carnívoros dos restaurantes vegetarianos.

• Ficaram marcados pelo bufê e por abrirem apenas no almoço. Talvez porque surgiram como uma alternativa ao também recém-surgido fast food, os vegês ficaram relegados a abertura apenas durante o dia e, quase sempre, no sistema de bufê, em que carnívoros se debatiam atrás de um vestígio de derivado de carne.

VEGÊS MODERNOS

• Seguem a filosofia orgânica: grande parte dos modernos vegetarianos segue o conceito orgânico como um todo. Ingredientes, vinhos e até a decoração são ecologicamente corretos.

• Aboliram a "carne de soja": no lugar dela, entram ingredientes mais saborosos e bem mais nutritivos, como o tofu, o gergelim, os cogumelos, a quinua e uma série de outros que vêm sendo pesquisados em favor de uma alimentação cada vez mais saudável.

• São casas verdadeiramente gourmet: excluíram o bufê e, em seu lugar, trazem pratos bem elaborados da cozinha, preparados na hora como em qualquer outro restaurante. Por essa excelência em comida, as modernas casas vegês abrem também no jantar e começam a se especializar em outras culinárias, tendo sempre como base apenas o não-uso de carnes.

GRÁCIA MARIA T REIS - em 30/07/2007
Este comentário foi relevante? 0

RECEITA DE PARAÚNA, UMA REGIÃO MÍSTICA DE GOIÁS.

CLÁUDIO GONTIJO - em 18/07/2008
Este comentário foi relevante? 0

ARROZ INTEGRAL, COGUMELOS, VINHOS......SAUDÁEL DEMAIS!!!!

TEODORO - em 11/06/2008
Vídeos - Como Fazer