Bacalhau à Cravolândia

Envie uma foto desta receita! Adicionar ao livro
Como fazer
  1. Bacalhau à Cravolândia Há 20 anos, depois de residir um tempo na Espanha, voltei apaixonado pela cozinha como instrumento de lazer e descobri em mim um relativo talento para a coisa em muitas rodas de amigos que às vezes se reunem lá em casa e se arriscam a provar meus pratos.
  2. Passei a colecionar receitas e uma delas, que minha mãe aprendeu com tia Leni em Cravolândia,cidade do interior da Bahia, dou de graça pra vocês.
  3. Um prato com bacalhau, mistura de cozido e moqueca que resulta num manjar dos deuses e dos mortais.
  4. Porção pra dez pessoas.
  5. - 1kg de bacalhau em troços, já depois de tirado o sal, a pele e pre aferventado; 50 quiabos - 1 dúzia de maxixe - 1 chuchu grande - 300 gramas de batata - azeite doce - tomate - coentro - cebolinha - pimentão e cebola - 4 ou 5 pimentas de cheiro com talo - só pra dar o gosto e não soltar ardor - 1 colher de sopa de massa de tomate - leite de côco, dendê, sal e vinagre - tudo a gosto.
  6. Antes de mais nada, afervente com um pouco de sal os quiabos, maxixes, o chuchu e as batatas até que estejam pré cozidos.
  7. Vá observando, pois o tempo de cozimento de cada um é diferente.
  8. Depois de feito, corte os quiabos, batatas e maxixes ao meio, e o chuchu em tirasnão muito grossas.
  9. Corte o coentro, a cebolinha, o tomate a cebola e o pimentão como se fosse para um molho a vinagrete.
  10. O segredo deste prato está na abundância desses temperos cortados cuja quantidade vai ser definida pelo gosto de cada um.
  11. Suje o fundo de uma tigela larga - dessas próprias para uma grande moqueca - com o azeite de oliva e arrume tudo da seguinte forma: 1 camada de bacalhau; 1 camada do tempero verde cortado (eu gosto em abundancia); distribua as verduras pre-aferventadas e coloque a última camada do tempero verde.
  12. Regue tudo com leite de cocô e azeite de dendê conforme seu gosto.
  13. No meio dessa maravilha, abra um espaço e coloque a massa de tomate e as pimentas de cheiro.
  14. Depois, tampe e cozinhe ao fogo lento.
  15. Cuidado com o sal! Não use de primeira.
  16. É necessário ir testando pois o bacalhau tende a ser traiçoeiro nesse assunto.
  17. Vá com prudência.
  18. Dica final: durante o cozimento balance sempre a tigela pois, sem esse cuidado, costuma pegar.

Receita indicada por Edmundo Carôso
Tags: Azeite, Bacalhau, Pratos principais, Peixes e Frutos do Mar, Peixe, Receitas de Peixes, Receitas Salgadas
Esta com dúvidas sobre esta receita? Tente o nosso fórum culinário!

Reportar erros nesta receita

Vídeos relacionados:

Você também pode gostar ...

Envie uma foto desta receita! Adicionar ao livro
Este comentário foi relevante? 0

Delicioso!!!


Tive a felicidade de de degustar esse prato, preparado pelo proprio autor da receita. Fiquei encantada e arrisquei prepará-la também. O resultado foi espetacular!!!

Leni - em 02/07/2013
Vídeos - Como Fazer