Pati Piva, a doceira dos famosos

2 avaliações

A maioria das banqueterias e doceiras começaram na profissão por acaso, principalmente após promover alguma festa da família que deu certo. Com Pati Piva não foi diferente. Há mais de dez anos, a ex-farmacêutica teve a idéia de presentear amigos com várias guloseimas, entre elas, pequenas estrelinhas cobertas com chocolate que mais tarde se tornariam o carro-chefe do seu espaço instalado na Daslu. 

No início, a produção de Pati mal cabia na cozinha de casa. Com o passar do tempo, a doceira mergulhou a fundo na arte da pâtisserie e abriu um ateliê no bairro do Morumbi, em São Paulo. Atualmente, boa parte das mesas de doces e bem-casados estão nos casamentos dos famosos, como da cantora Wanessa Camargo. 

Já os bolos de vários andares merecem uma atenção à parte. A maioria é feita de açúcar e outros materiais. Somente o primeiro andar recebe um recheio especial. E claro que noivinhos de todos os tipos nunca faltam: surfistas, motoqueiros ou ainda alpinistas no meio do bolo dão graça à verdadeira obra de arte.

O enfeite personalizado é apenas um dos milhares de pedidos que os casais fazem para Piva, que não mede esforços para realizar os desejos da tão sonhada festa. Por isso, ela faz questão de planejar todo o cardápio com detalhes e conhecer as preferências do casal e convidados. Um relacionamento que muitas vezes continua até o nascimento e batizado dos filhos.

Cyber Cook: Por meio de algumas solicitações acabam surgindo novas idéias de sabores e decoração?

Pati Piva: Sem dúvida. Os clientes é que ditam as tendências. Um exemplo é o próprio copinho de chocolate, onde posso colocar brigadeiros e outros docinhos dentro. Também mudei um pouco a receita da bruxinha, um docinho muito parecido com palha italiana (feito com camadas de biscoito e recheio de brigadeiro). Deixei a bolacha mais crocante.

Cyber Cook: Qual foi o pedido mais difícil?

Pati Piva: Uma pessoa pediu um super bolo em que os noivinhos ficavam em cima, mas tinham que percorrer o bolo, como se estivessem andando.

Cyber Cook: E a festa da sua sobrinha, também deu trabalho?

Pati Piva: Ah, sim. Quando se faz um casamento na praia, temos que contar com os imprevistos. A festa iria começar às 16 horas, mas o vento acabou adiando a comemoração para as oito da noite. Tive que improvisar uma cozinha e acabar os seis mil docinhos no dia. Isso sem contar o bolo de seis andares. Mesmo assim foi uma festa muito bonita, deu tudo certo!

Cyber Cook: Quais são os docinhos que mais fazem sucesso em um casamento?

Pati Piva: Tudo que leve chocolate acaba rapidinho (risos). Apesar dos convidados não estarem acostumados com o meio-amargo, sempre coloco um pouco dele, porque é um produto muito bom.

Cyber Cook: Os glaçados e caramelados estão saindo das festas?

Pati Piva: Sim, o brasileiro não gosta de doces com muito açúcar. Os de marzipã, chocolate e amêndoas são melhores.

Cyber Cook: E os bem-casados, nunca saem de moda?

Pati Piva: Nunca. Além do tradicional de doce de leite, as noivas têm pedido de chocolate, nozes e maracujá.

Cyber Cook: Que tipo de detalhes você coloca nos docinhos?

Pati Piva: Tudo é cada vez mais customizado. Coloco mensagens em bombons, ou então florzinhas e corações pequenos para enfeitar. Para os bem-casados, embrulhos em caixinhas coloridas.

Cyber Cook: E na decoração da mesa, quais são as cores mais usadas?

Pati Piva: Sem dúvida o verde com branco. Também vejo muito lilás. Aquele tom mais champanhe é muito difícil ter.

Cyber Cook: Além da estrelinha de chocolate, quais são outros docinhos de destaque?

Pati Piva: As pessoas adoram trufas de sabores peculiares, como, canela, limão, caramelo, laranja ou champanhe. E ainda os macarons de pistache, caramelo e café, ou as bruxinhas.

Cyber Cook: Você indica mini-bolinhos como lembrancinhas?

Pati Piva: O pessoal não costuma usar muito. Às vezes usamos caixinhas que cabem quatro ou seis quitutes para as pessoas levarem. O convidado escolhe quais mais gostou e leva, como se fosse uma marmita. E ainda cabe o bem-casado, claro.  

Cyber Cook: O que uma boa doceira deve fazer logo no primeiro atendimento?

Pati Piva: Saber ouvir os planos e conhecer exatamente o perfil dos convidados do casal. Quanto mais personalizado, mais tiver a “cara” do casal, mais irá agradar a todos.

Matéria assinada por:
Juliana Lopes

Comente e compartilhe com os amigos do Cook Club!

Dê sua avaliação

Este comentário foi relevante? 1

Pati Piva
Matéria importante, os comentários ajudam as doceiras que estão começando. Aproveito para perguntar se a Pati Piva tem cursos de doces bem como site e e-mail.

Sonia

soninha - em 06/04/2010

Este comentário foi relevante? 0

docinhos de casamento
Lindos os docinhos de chocolate e outros em forma de flor.

Me inspirou a começar para o casamento de minha filha (ainda não tem data mas, nunca é tarde para se prevenir)

RUTH MARI - em 06/04/2010

Vídeos - Como Fazer