Doces tradicionais com status de gourmet

A época mais doce do ano é a Páscoa, quando consumimos diversos tipos de chocolate, sobremesas e guloseimas açucaradas. Mas em um país tropical como o Brasil, a estrela das sobremesas é, em sua maioria, frutas, oleaginosas, ovos e outros ingredientes deliciosos da culinária brasileira. Pensando nessas delícias, o CyberCook reuniu as sobremesas típicas de várias regiões do país, confira!

Brigadeiro

Um clássico nacional, os docinhos de chocolate foram inicialmente criados para as festas de arrecadação das campanhas de candidatura à presidência do Brigadeiro Eduardo Gomes em 1946. Mas quem ficou famoso mesmo foram os docinhos ue, atualmente, contam com uma infinidade de sabores. Há versões gourmet que levam desde cachaça e vinho do porto, até leite ninho e limão siciliano.


Fonte: Reprodução /CyberCook

Quindim

A receita é nordestina, mas a inspiração vem de nossos colonizadores portugueses. O doce é feito com muita gema de ovo, açúcar e coco ralado. Apesar da receita tipicamente brasileira, o doce é inspirado em uma sobremesa parecida, o doce lusitano brisa-do-lis, um dos muitos criados por freiras portuguesas para utilizar as gemas que sobravam depois de engomar as roupas com as claras.


Fonte: Reprodução /CyberCook

Cocada

Consumida em todo o país, a cocada é bem popular, mais especificamente, na Bahia. É comum encontrá-las na versão branca, que contém açúcar, cravo e canela, e escura, feita de gengibre, açúcar queimado ou rapadura. Há também versões de frutas, como ameixa e abacaxi. A cocada pode ser cremosa ou em pedaços de corte.


Fonte: Reprodução /CyberCook

Doces de Amendoim

Paçoca e pé-de-moleque são alguns dos exemplos de doces feitos de amendoim. O pé-de-moleque é feito de açúcar derretido e amendoim torrado e teve sua origem no sudeste brasileiro. Já a amada paçoca leva amendoim, farinha de mandioca e açúcar, com textura macia. Ambos são doces muito comuns nas principais e típicas festas juninas espalhadas pelo país.


Fonte: Reprodução /CyberCook

Compotas de Frutas

No Brasil é muito comum conservar as frutas em forma de compotas. Laranjas, figos e mamão, são alguns dos exemplos desta deliciosa sobremesa que leva bastante açúcar e evita o desperdício de frutos mais maduros. Além das frutas, a abóbora também é um doce de compota muito famoso, especialmente em Minas Gerais.


Fonte: Reprodução /CyberCook

Bolo de rolo

Em formato de rocambole, só que com a massa bem fininha, o doce foi criado em Recife e tem tradicionalmente recheio de goiabada. Hoje também é feito em versão de chocolate. É outro doce inspirado na culinária portuguesa: o colchão de noiva é um bolo português com massa de sabor semelhante, mas recheado de nozes e com aspecto de rocambole. Em 2007, o bolo de rolo foi reconhecido como Patrimônio Imaterial de Pernambuco.


Fonte: Reprodução /CyberCook

Rapadura

Feito do açúcar da cana, é um doce típico do nordeste. Foi criado porque o açúcar mascavo in natura sempre estragava nas longas viagens dos portugueses de volta ao país de origem e, quando transformado em blocos sólidos, facilitava a conservação. Assim se tornou um doce popular na região e conhecido em todo o Brasil.


Fonte: Reprodução /CyberCook

Goiabada

A goiabada é recheio da cuca, do bolo de rolo e, quando sólida, é ideal para fazer romeu e julieta (mistura de queijo com goiabada). Mas também é deliciosa para ser consumida sozinha. Feita de goiabas cozidas com bastante açúcar, foi trazida para o Brasil pelos portugueses e se tornou um clássico de nossa culinária, se popularizou primeiro no interior do país e depois se espalhou pelo restante do território.


Fonte: Reprodução /CyberCook

Ambrosia

A guloseima, também originária na península Ibérica, foi trazida pelos nossos colonizadores e se tornou muito popular na cozinha de Minas Gerais e na maior parte das cidades do interior de são Paulo. O doce leva leite, ovos, açúcar, canela, cravo e casca de limão.


Fonte: Reprodução /CyberCook

Cuca

Inspirada em uma torta alemã chamada Streuselkuchen, a cuca é muito consumida no Rio Grande do Sul e se popularizou em muitos outros locais do país. O doce pode ser feito de banana com canela ou então de goiabada e sempre é coberto com uma farofa crocante.


Fonte: Reprodução /CyberCook

Guloseimas de Milho

A pamonha é feita de milho, leite e açúcar, forma um doce firme e cremoso que é embalado em casca de milho e consumido quente. Sul, sudeste e centro-oeste são os principais consumidores da iguaria. Já o curau de milho é como um pudim e foi criado ainda no Brasil colônia. Ambas as guloseimas não bastante tradicionais nas festas juninas.


Fonte: Reprodução /CyberCook

Tapioca

Feita de fécula de mandioca, a tapioca é parecida com um crepe ou uma panqueca e pode ser recheada com os mais diversos doces, como goiabada ou leite condensado. Além disso, a tapioca é um ingrediente muito popular nos sorvetes no Estado do Pará. Em 2006, a tapioca recebeu o título de Patrimônio Imaterial e Cultural da cidade de Olinda, Pernambuco.


Fonte: Reprodução /CyberCook

Cupuaçu

O fruto típico do norte e nordeste do país é consumido como recheio de bombons, sabor de sorvete e de mouse. Esta delícia já se tornou popular em outras regiões do país, como no sudeste, onde é misturado ao creme de açaí para dar um sabor mais refrescante e diferenciado.


Fonte: Reprodução /CyberCook

Por Lívia Duarte

Comente e compartilhe com os amigos do Cook Club!

Dê sua avaliação

Vídeos - Como Fazer