Cervejas Artesanais

 

Com a chegada dos pubs ao Brasil, veio também o conceito de cerveja artesanal, permitindo que a preferência das grandes marcas passasse a dividir espaço com micro-cervejarias nos fundos de bares e até mesmo com kits para fabricar sua própria cerveja em casa!

A cerveja é a queridinha do Brasil quando se fala de bebidas alcoólicas. Nos últimos 4 anos, esse mercado movimentou 60% a mais que nos períodos anteriores, e o consumo do país é o terceiro maior do mundo, perdendo apenas para China e Estados Unidos.

 

 

Essas cervejas especiais levam em sua composição 100% de malte. O que as difere da comum (pilsen) é que não têm milho em sua fórmula. A partir de uma mesma fórmula é possível produzir bebidas de paladar mais leve, mais encorpado, aromatizadas com frutas, mel, chocolate....Enfim, não há limites para a criatividade!

Tal como feito com os vinhos, as cervejas especiais possibilitam uma infinidade de harmonizações com diferentes tipos de comida, levando em consideração três pontos principais:

 

 

- Malte: influencia diretamente na intensidade do sabor da cerveja. Sendo assim, quanto mais intensa, mais forte deve ser o sabor do prato;

- Lúpulo: quanto mais lúpulo, mais amarga é a cerveja. Com isso, cervejas mais amargas combinam com comidas mais gordurosas;

- Teor alcoólico: cervejas com elevado teor alcoólico também harmonizam melhor com pratos mais gordurosos e/ou de sabor acentuado. As menos alcoólicas são mais indicadas para acompanhar sobremesas.

 

Por Gabriela Malheiros | Chef de Cozinha CyberCook

Fotos: Reprodução / Pìnterest

Comente e compartilhe com os amigos do Cook Club!

Dê sua avaliação

Vídeos - Como Fazer