Carne bem temperada

2 avaliações

 

Temperar a carne pode ser mais fácil e rápido do que se imagina. Para te ajudar nessa tarefa, o Cyber Cook pediu ajuda da Maria Lúcia Silva é chef do Espaço Viver Casa & Gourmet (vivercasagourmet.com.br).

 

Com prática em tempero para diversos tipos de cortes, a profissional afirma que na hora de temperar uma carne é importante levar em conta não apenas o próprio gosto, mas também a preferência de quem irá se servir.


Para quem quer algo bem simples, Maria Lúcia tem uma sugestão: “Todo tempero básico pede um alho e cebola. Claro que para cada preparação você pode adquirir um pouco mais de sabor, incluindo um alho assado ou ervas frescas que também completam o sabor do prato. E tenha cuidado, utilize em dose moderada”.


O erro mais comum, de acordo com a chef, é as pessoas acharem que devem perfurar a carne para facilitar o passo de temperar a peça. Maria Lúcia explica: “Quando se retalha muito, a carne perde muito mais a suculência e acaba ficando mais seca que o normal. Aí não adianta ser bem temperada se não tiver seu sabor e maciez natural”.


Quer saber como deixar a carne mais macia? A chef ensina: “Pode-se temperar com ervas e alguns condimentos, mas o sal deve ser colocado na hora de levar para o panela ou frigideira.


Outro ponto importante é deixar a panela ou frigideira aquecer bem para que, no momento em que se coloca a carne, ela sele e mantenha sua suculência interna”. Salgar a peça com muita antecedência faz com que ela perca seu suco interno e acabe ficando muito seca.


Na hora de temperar não faz diferença se você vai assar, cozinhar ou fritar a carne. “Em todas as preparações o segredo é harmonizar com os temperos e ervas de acordo com suas preferências. Em qualquer uma das situações é importante tomar cuidado com o sal, pois quanto mais tempo cozinhando ou assando, ele vai acentuando o paladar”, ressalta Maria Lúcia.


A chef conta que o mais correto seria deixar o sal bem suave e, se for necessário, finalizar o tempero com um molho preparado com a sobra do assado. No caso do cozido pode-se recorrer ao procedimento pouco antes de desligar o fogo.


“Quando as combinações são usadas em harmonia, o prato fica sempre saboroso. Arrisque processar, bater ou picar os temperos e acrescentar um pouco de suco natural ou um vinho. O sabor fica mais agradável com um toque especial.”


Se você não tiver tempo para deixar o corte marinando, a dica é passar um pouquinho de geleia na carne. O doce ajuda a torná-la mais suculenta e dá um toque diferente e adocicado. Funciona muito bem como uma “cola” para segurar condimentos.


Maria Lúcia ressalta que o que vem a seguir não é uma regra. O que acontece é que cada tipo de carne combina melhor com um ou outro tempero ou condimento. Acompanhe:


Ave: mostarda, açafrão, páprica e condimentos que ajudam a dar coloração ao prato e ao paladar.


Peixe: combina com alecrim, sálvia, dill e louro.


Carne suína: alecrim, pimenta calabresa, erva doce, hortelã, manjericão, alho, cheiro verde, limão e noz moscada.


Carne bovina: alho, cebola, cominho, tomilho, pimenta calabresa, pimenta chilli, salsa, colorau, entre outras.


Por Bianca de Souza (MBPress)

Comente e compartilhe com os amigos do Cook Club!

Dê sua avaliação

Este comentário foi relevante? 0

DICAS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
PERFEITO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

edria - em 15/10/2012

Este comentário foi relevante? 0

SOU COZINHEIRA DE RESTAURANTE E PRECISO DE UMAS ID
VEJO EM SUAS RECEITAS COISAS GOSTOSAS E PRÁTICAS DE FAZER.

janete kleinert - em 04/07/2012

Vídeos - Como Fazer